Gestão da Mudança – uma metodologia efetiva pra honrar o ser humano na Gestão de Projetos

IMG_6433.PNG

A Gestão de Projetos é uma metodologia cada vez mais utilizada nas organizações para inovar produtos, processos, modelos de liderança e de negócios. Apesar do notório avanço nas ferramentas técnicas, como cronogramas e orçamentos, grande parte dos projetos ainda é concluída com atraso, e custando bem mais do que o orçamento inicial. De acordo com pesquisa do Stevens Institute, 85% dos projetos não cumprem o prazo, chegando a custos quatro vezes maiores do que o esperado.

changemanagement

Fica então a pergunta: como os projetos ainda apresentam tantas falhas dada a existência de várias ferramentas técnicas e gerencias? Todos sabemos que projetos são feitos por pessoas e para pessoas, então é de se esperar que os fatores humanos sejam o principal empecilho na gestão de um projeto. Segundo pesquisa de Benchmarking do Project Management Institute Brasil, a principal causa de problemas em projetos é a falta de comunicação, atingindo 76% dos projetos analisados. Dada a importância do fator humano (ou soft) é importante que ele seja tão bem gerenciado quanto o aspecto técnico (ou hard) nos projetos.

sorrisoA fim de equilibrar fatores hard e soft na Gestão de Projetos, a Gestão de Mudanças se revela como sendo a competência (conhecimentos, atitudes, ferramentas e práticas) para alcançar e superar os objetivos dos projetos, transformando adversidades em oportunidades. Dentre essas práticas de “gestão agridoce”, destacam-se: o mapeamento das pessoas afetadas pela mudança (stakeholders), a identificação e preparação do líder apoiador mais adequado para engajar estas partes interessadas, além das ações de comunicação, treinamento e alinhamento constantes em todas as fases do projeto.

Para quem quer incorporar essa competência no dia a dia dos projetos, compartilho algumas lições aprendidas:

1) entender a mudança como um processo, entendendo que a implementação da mesma é apenas a parte final da transição.

2) reconhecer a necessidade da mudança fazendo um diagnóstico da mesma. Essa análise se dá em relação a aspectos como pessoas envolvidas, grau de resistência das mesmas, velocidade necessária de evolução, dentre outros quesitos.

3) Assim como um avião precisa de combustível (força positiva) e vento contra (força negativa) para decolar, é somente neste equilíbrio de forças que as mudanças organizacionais em um projeto serão sustentadas. Sendo assim, avalie se as forças positivas sobrepõem as forças negativas durante as etapas do projeto mudança:

ger

Os resultados do investimento em ações de Gestão de Mudança são notórios. Segundo a consultoria britânica Changefirst, para cada R$ 1 investido na metodologia, há um retorno de até R$ 6,50. A pesquisa Best Practices in Change Management revelou que 95% dos projetos pesquisados afirmam ter atingido ou excedido os objetivos quando realizaram uma gestão da mudança bem estruturada, contra 16% de sucesso em projetos sem esse cuidado. E você, gostaria de obter mais informações sobre o conceito ou ainda está resistindo ao mesmo? A primeira mudança começa em você.

André Luiz Dametto apoia pessoas a transformar vocações em conquistas 

Sobre André Luiz Dametto

Apaixonado por aprender e criar. Às vezes professor e consultor, outras artista ou flâneur, mas livre, sempre..
Esse post foi publicado em Coaching, Comunicação, Educação, Equilíbrio Pessoal e Profissional, Gestão, Prosperidade, Qualidade de Vida, Talento e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s