Menos é mais: priorize o que for importante pra gerar resultados que durem

img_6819

O ser humano em geral vive se comparando com o outro, o que explica grande parte da sua insatisfação constante. Além disso, vivemos em um sistema que insiste em nos tornar peças do jogo de mercado, e assim se percebe uma crescente valorização da quantidade em detrimento da qualidade: mais rico, mais bonito, mais inteligente, mais rápido, melhor sucedido, exclusivo, gourmet, premium, uma lista interminável, e vamos admitir, pouco próspera. O irracional é que buscar ser mais em tudo nos distancia do mais importante, a real satisfação de Vida.
menosemaisNa sua necessidade constante de aperfeiçoamento, uma das buscas constantes do ser humano  contemporâneo é a informação, através de cursos, livros, artigos, mídias e conversas.

intuicao.jpgEntretanto, o que nos faz inovar não é o acúmulo de informações, mas a assimilação de competências, que são os conjuntos de conhecimentos, habilidades e atitudes integrados a partir do processamento destas informações. O que nos diferencia das máquinas é a capacidade de tomar decisões criativas, lidar com a intuição, com a memória das experiências anteriores, e felizmente nisso as máquinas não podem substituir o homem.

equilibrioO grande risco é nos tornarmos um poço de informações, mas um deserto de sabedoria.  Resultados concretos são provenientes da aplicação de competências, e não apenas do acúmulo de dados e informações. Quem nunca se pegou na reflexão: “Poxa, eu já sabia disso, por que errei de novo nessa situação?”

actionO fato é que, na verdade, nunca soubemos completamente: compreendíamos em um nível mais primário, possivelmente em alguma das mil leituras em diagonal que fazemos diariamente. Sendo assim, é ilusão achar que seremos competentes em tudo em que colecionamos informações. Conhecimento é proveniente de informações processadas, aplicadas e comparadas. Por isso, mais importante do que buscar informações continuamente, é buscar se tornar sábio em algo alinhado com a nossa vocações e história de transformação.

O propósito de processar  informação em conhecimento, e aplicar o que se já sabe, será uma atitude cada vez mais fundamental para pessoas serem mais equilibradas. Avalie os insucessos que vem tendo na sua Vida. E aí, você está aplicando o que já aprendeu? Muitas vezes preferimos insistir na automanipulação e se beneficiar os ganhos indiretos de não agir naquilo quemais os informamos. Só isso dá pano pra manga para alguns encontros de Coaching.

Pra quem já quer começar a mudar esse paradigma a dica é investir no autoconhecimento de suas vocações e organizar melhor as prioridades do dia a dia:

orgpessoal
Só mudamos quando ficamos realmente cansados de uma situação de desconforto, e esse é um passo fundamental para a aquisição do conhecimento: o querer de verdade, o acreditar, o bancar a transformação. Sendo assim fica a reflexão: o que tem tirado o seu sono? Do que você já se cansou? Será que está aplicando aquilo que já sabe, ou prefere buscar desenfreadamente a satisfação no vício do desconhecido? Faça menos e mais simples, e ajude a Vida a lhe ajudar.

André Luiz Dametto apoia pessoas a transformar vocações em conquistas 

Sobre André Luiz Dametto

Apaixonado por aprender e criar. Às vezes professor e consultor, outras artista ou flâneur, mas livre, sempre..
Esse post foi publicado em Coaching, Comunicação, Educação, Equilíbrio Pessoal e Profissional, Gestão, Pensamentos, Prosperidade, Saúde, Talento e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s