O prêmio GPTW e o equilíbrio, qual sua opinião?

Recentemente fui a uma comemoração das melhores empresas para se trabalhar no Rio de Janeiro, prêmio concedido pela consultoria GPTW (Great Place to Work), em parceria com a ABRH-RJ. Dentre os vencedores muitas empresas de serviços, especialmente nos setores de Engenharia e Informática.

Gostei de ver um Rio criativo, de empresas em setores de ponta, com jovens empreendedores e dispostos a tornar nossa cidade mais que a terra da praia e carnaval. Também foi confortante perceber que a questão do equilíbrio está cada vez mais na pauta das organizações. A GPTW Brasil revelou que 80% dos funcionários das 30 melhores empresas para se trabalhar são encorajados a administrar o tempo entre trabalho e vida privada.

Lendo sobre as empresas vencedoras, encontrei muitas fotos de funcionários sorridentes fazendo massagem, líderes com discursos vaporosos sobre a importância dos talentos e gritos de guerra. Mas em busca do outro lado da notícia, também soube de trabalhadores destas empresas insatisfeitos, pesquisadores críticos à metodologia GPTW, então fica uma pergunta: o quanto o discurso da valorização da Qualidade de Vida realmente está sendo praticado?

Empresas foram feitas para ter lucro. Está mais provado que investir em Qualidade de Vida também confere aumento dos lucros no médio-longo prazo. Fica lógico então que investir em QV seja uma estratégia primordial num cenário de escassez de funcionários.

E sua organização, o que tem feito pela Qualidade de Vida dos seus funcionários? Você a indicaria como uma das melhores empresas para se trabalhar? O que falta para o discurso virar prática?

Abs, André Dametto

Sobre André Luiz Dametto

Apaixonado por aprender e criar. Às vezes professor e consultor, outras artista ou flâneur, mas livre, sempre..
Esse post foi publicado em Brasil, Equilíbrio Pessoal e Profissional, Prosperidade, Qualidade de Vida e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O prêmio GPTW e o equilíbrio, qual sua opinião?

  1. João disse:

    toda empresa que busca estar entre as melhores certamente da muito valor a qualidade de vida de seus funcionários, porém existem funicionários em que nada esta bom so sabem reclamar, estes devem parar d reclamar e começar a trabalhar ou então pedir pra sair, ja que ninguém é obrigado à estar onde não quer…

    • Oi João, obrigado por seu comentário. Concordo com vc, cabe ao indivíduo, e não à empresa, gerenciar a sua carreira e ser proativo em relação à sua Qualidade de Vida. Conversando com amigos que atuam com gestão a única dúvida levantada é: as pessoas são sinceras ao responder os questionários sobre a qualidade de vida nas suas empresas? Não estariam as pessoas induzidas a dizer que estão satisfeitas, de forma a “valorizar o passe” da organização em que atuam, e assim também o seu próprio currículo? Outra dúvida é o quanto as pessoas não se sentem coagidas a dar boas respostas, com medo de serem avaliadas pelas mesmas. Espero q vc leia meu comentário e possamos debater este ponto por aqui, abs André

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s