Equilíbrio é negócio

Hoje trago pra vocês casos reais de empreendedores que perceberam que equilíbrio também pode ser negócio. Uniram o útil ao agradável, e ajudando pessoas a viver melhor, também geraram lucros.

 Em um livro que se tornou best-seller, “O Próximo Trilhão”, Paul Pilzer analisou atentamente a situação econômica mundial, e afirma que o Primeiro Trilhão da Economia Americana foi feito com a Indústria Automobilística,  o Segundo Trilhão veio com a Informática, mas o Terceiro Trilhão pertence à Indústria do Bem-Estar! 

O autor contrasta duas indústrias: a da doença e a do bem-estar. Enquanto a “indústria da doença” é reativa, ou seja, os clientes só utilizam com têm algum tipo de problema, a “indústria do Bem-Estar” é proativa. As pessoas voluntariamente tornam-se clientes, pois inteligentemente não querer ser clientes da indústria da doença.

Fazem parte desta indústria do bem estar setores como: engenharia genética, hotelaria, restaurantes naturais, clínicas de estética, academias de ginástica, indústrias de cosméticos e suplementos, e muitos outros negócios que sequer foram inventados.

 Segundo o estudo “Health and Wellness Food and Beverages in Brazil” (Alimentos e Bebidas Saudáveis e de Bem-Estar no Brasil), elaborado e divulgado em 2009 pela empresa de pesquisa Euromonitor, esse mercado teve um crescimento de 82,4% no país entre 2004 e 2009. O faturamento do setor passou de US$ 8,5 bilhões para US$ 15,5 bilhões no período. Ainda de acordo com a pesquisa, até 2014 esse tipo de alimentação terá uma expansão de 39%, chegando a movimentar US$ 21,5 bilhões.

 O avanço deste setor também tem influenciado o mercado de trabalho. Dentre as carreiras associadas ao mercado do bem-estar está a de Químico, Quiropraxista, Esteticista, Dermatologista, Cirurgião plástico, Fisioterapeuta, Educador Físico e Psicológico. O conceito de bem estar está cada vez mais ligado à saúde integral, indo além do corpo físico, mas incluindo também os corpos energético, astral, mental e até espiritual. Desta forma, profissionais como massagistas, acupunturistas, coaches e até filósofos têm tido uma demanda crescente por seus serviços.

Veja abaixo uma lista de negócios dos quais você ainda vai ouvir falar, e de preferência, experimentar:

 

1. Pausadamente – esta vai para quem está na cidade do Rio de Janeiro, e busca um momento de relaxamento em pleno Centro da Cidade.

2. Espaço Nirvanapara um público que pode investir um pouco mais (financeiramente) em Qualidade de Vida, este espaço oferece uma ampla gama de tratamentos, onde o Day Spa é um dos mais requisitados.

 

3. Tea Connection – se o ambiente hype e conectado da Starbucks já não faz brilhar seus olhos, talvez vc vá gostar desta casa de chás argentina que está chegando no Brasil. Comida natural, visual clean, e uma pegada de equilíbrio, a conferir.

  1. A Adidas criou o conceito Runbase store em Tóquio, oferecendo espaço para banho, armários e workshops ligados à experiência de corrida e bem estar. Os clientes também podem desenhar seus próprios tênis e alugar aparelhos digitais que monitoram a corrida.

 

  • Lançada em 2009, a  Wellness Warehouse  baseada em Cape Town, prove a seus clientes todo tipo de produto ligado a compras saudáveis. A organização oferece mais que comidas saudáveis e orgânicas, mas também medicina alternative, serviços de spa, maquinas de café e produtos para a qualidade do sono.

 

  • Buscando oferecer às mães um momento de merecido relaxamento e rejuvenecimento após o parto, a Go Home Gorgeous, baseada em Minneapolis/St Paul oferece uma variedade de serviços de spa, incluindo massagem, aromaterapia e música relaxante. 

 Além de negócios de cimento e tijolo, a tendência é que o bem estar esteja cada vez mais nas mídias sociais. Veja alguns casos:

  • Olay for You  é um site que dialoga com os consumidores ajudando-os a cuidar de sua pele. São feitas perguntas centradas no estilo de vida, aparência e rituais de cuidado, antes de oferecer conselhos e recomendar produtos.
  • A marca New Balance lançou o aplicado Total Fit que é alimentado pelo site de busca MapMyRun. O aplicativo permite que o usuário planeje rotas de corrida, armazene seu histórico de exercícios e níveis de esforço, servindo como um coach virtual e conector com outros corredores.

 Já a Nike oferece um dashboard online com registro dos dados anteriores de exercício, além de permitir a definição de metas, compartilhar desafios e contactar outros usuários, criando uma comunidade de corredores.

  • No aplicativo Dieta e Saúde é possível  acessar um banco de dados de alimentos com informações nutricionais (calorias, carboidratos, proteínas, gorduras e pontos), tendo sempre a mão informações importantes na hora de decidir o que comer.

Também nota-se um aumento no número de blogueiros que discorrem sobre o tema do equilíbrio. Aqui destaco o já difundido Zen Habits

 E você, tem investido mais no seu equilíbrio? E já pensou em investir no equilíbrio também como negócio? Neste post vc conheceu algumas formas para se equilibrar, e também lucrar. 

Em breve trarei casos reais de como o consumo colaborativo tem se tornado uma fonte de oportunidades para diversos empreendedores, e o que isso tem a ver com… equilibrio!

Abs, André Dametto

Ps. Utilizei como fonte de consulta o site Trendwatching.com

Sobre André Luiz Dametto

Apaixonado por aprender e criar. Às vezes professor e consultor, outras artista ou flâneur, mas livre, sempre..
Esse post foi publicado em Equilíbrio Pessoal e Profissional, Prosperidade, Qualidade de Vida, Saúde e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s