SER FELIZ OU TER RAZÃO

Oito da noite, numa avenida movimentada. O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou no mapa antes de sair. Ele conduz o carro.

Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno. Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados.

Mas ele ainda quer saber: – Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devias ter insistido um pouco mais…

E ela diz: – Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite.

MORAL DA HISTÓRIA:

Esta pequena história foi contada por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no mundo do trabalho. Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não. Desde que ouvi esta história, tenho me perguntado com mais freqüência: ‘Quero ser feliz ou ter razão?

Sobre André Luiz Dametto

Apaixonado por aprender e criar. Às vezes professor e consultor, outras artista ou flâneur, mas livre, sempre..
Esse post foi publicado em Comunicação, Equilíbrio Pessoal e Profissional, Pensamentos, Qualidade de Vida e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para SER FELIZ OU TER RAZÃO

  1. André,
    Esse texto veio num momento muito importante da minha vida, onde estou no dilema, lutar pelo que acredito e ir até no inferno se estou com razão? Ou simplesmente deixar pra lá?… Confesso que já deixei muita coisa pra lá, passou e acho que elas estão vontando para que eu tome atitudes. Principalmente no campo profissional/acadêmico… a energia que não gastei quando devia está muito mais pesada agora. Estou resolvendo lutar agora, mesmo não sabendo onde isso vai dar. Não é apenas questão de ter razão mas de respeito e ética. Aí sim o bicho pega.

    Abrs.
    =]

  2. André,
    Esse texto veio num momento muito importante da minha vida, onde estou no dilema, lutar pelo que acredito e ir até no inferno se estou com razão? Ou simplesmente deixar pra lá?… Confesso que já deixei muita coisa pra lá, passou e acho que elas estão vontando para que eu tome atitudes. Principalmente no campo profissional/acadêmico… a energia que não gastei quando devia está muito mais pesada agora. Estou resolvendo lutar agora, mesmo não sabendo onde isso vai dar. Não é apenas questão de ter razão mas de respeito e ética. Aí sim o bicho pega.

    Abrs.
    =]

    ps: Pode apagar o primeiro comentário, pois o endereço do meu blog está errado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s