Vai um compromisso aê?!

 

                                            

 

Se para alguns poucos Natal é nascimento de Jesus Cristo, para outros muitos motivo para comprar tudo e mais um pouco que o holerite permite, para mim Natal é uma data marco para estar com pessoas que eu gosto. Este fim de ano escolhi passar o Natal com meus familiares no sul do país. Minha mãe, uma canceriana típica, adorou é claro. Eu acho interessante como algumas pessoas têm um vinculo familiar muito forte. Talvez por ser filho único, de mãe única, sem pai presente, e com família a mais de mil km de distância, introjetei que minha família era só eu e minha mãe. E o Natal me faz ver como é importante no dia-a-dia ter alguém torcendo a seu favor, amando você sem esperar nada em troca, repreendendo quando necessário, ou seja, sendo sua família mesmo.

 

Tenho dez tios e mais de trinta primos de 1o grau. Em uma festa da família conseguimos reunir mais de seiscentos Damettos de todas as origens e idades. Talvez me falte a disciplina necessária, ou mesmo flexibilidade na comunicação, mas o fato é que sinto meus familiares mais como amigos distantes, e não sei se isto ocorre somente comigo. Alguns primos admiro com muito carinho, apesar do pouco tempo juntos conversamos abertamente, na alma, mas a distância física tem um poder devastador sobre os relacionamentos. Isto me lembra as paixões que encontramos nas viagens. Sei que a pergunta que vou fazer é auto-sabotadora e totalmente explicável pela Psicanálise, mas mesmo assim a faço: por que pessoas legais moram longe?

 

Costumo brincar que se eu somasse todos os meus travel love stories daria um casamento estável, sem brigas, e com direito a bodas de intensidade. Talvez inconscientemente eu tenha escolhido viver uma vida mais projetual, sou super mimado e não sei lidar com infortúnios, prefiro desviar de problemas e recomeçar tudo, do zero se for necessário. Isso também explica porque não sofro com uma família distante e por que gosto de trabalhos com inicio, meio e fim: não gosto de compromissos. E sinceramente, no mundo atual, isto me traz mais benefícios do que malefícios. Um amigo me diz que estou precisando me apaixonar de verdade. Mas vou confessar: o ponto é que já faz um tempo sou apaixonado pra caramba por um moreno inteligente, bonito, ético, romântico, safado, curioso e criativo, carioca de nascimento mas cosmopolita na alma, ariano de 22 de março… Ok, ok, só um pouco de luxúria. Continuo aberto a possibilidades 😉

 

Mas o fato é que a viagem a Foz do Iguaçu e imediações foi uma coleta interessante de peças do meu quebra-cabeça particular: entendi mais minha família, minha mãe, eu mesmo. Dentre as experiências que me marcaram, destaco o sabor das uvas deliciosas, o prazer de refrescar os 43o C de Foz com a brisa molhada das Cataratas, a ida a Ciudad Del Est e a escolha pelo não-consumismo, minha súbita paixão por cerveja beeem gelada, e pra variar, um love story, afinal a cidade é quente e Natal com beijo na boca é maaaaaaara!

 

Bjs, que venha Buenos Aires, e deixe 2009 encantar você, descompromissadamente!

 

André Dametto

 

PS. Quem quiser fazer aquela surpresa meu telefone por aqui é 5491169105290. Bj, me liga!

 

Sobre André Luiz Dametto

Apaixonado por aprender e criar. Às vezes professor e consultor, outras artista ou flâneur, mas livre, sempre..
Esse post foi publicado em Minhas histórias e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Vai um compromisso aê?!

  1. Nair Dametto disse:

    Foi excelente nosso Natal em família. Fatos recentes perturbaram a continuação daquele encontro de 2006, quando se reuniram mais de seiscentos familiares. Vamos torcer que 2009 seja um ano de muita paz e construção do bem. Realizaremos outras vezes esses encontros, para nos sentir bem próximos.
    A viagem a Buenos Aires foi uma grata experiência. Respirar ares novos faz bem à saúde e ao espírito. Agora, é seguir em frente, praticando a lição dos argentinos, que mesmo na crise não perdem a postura de gente que sabe gostar e cuidar de si mesma. Estaremos juntos em novos projetos e novas viagens. Obrigada pelas aprendizagens de vida, de turismo, de curtição e compartilhamentos. Abraço grande.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s