You’re gifted… go to Hollywood

               

‘E com esta frase que muitos chegam ‘a terra do sonho dourado americano. E neste esp’irito aqui tambem vim conhecer esta cidade de 3,5 milhoes de habitantes, onde mais de 50% sao latinos e chineses, e outros 40% de americanos vindos de outros estados. Resumindo, todos aqui estao em busca de alguma oportunidade. As dimensoes sao homericas, e meu maior erro foi achar que minhas pernocas dariam conta do recado. Aqui os bairros sao isolados e t^em status de cidades, tendo inclusive arquiteturas e culturas muito distintas entre si. A dica entao eh alugar um carro (inviavel para quem esta viajando sozinho) ou comprar os tickets de 5 dolares, que vc pode usar o dia inteiro, quantas vezes quiser.

Agora vamos `as atracoes turisticas. Primeiramente, Hollywood Boulevard, onde temos a Cal’cada da Fama, o Teatro Chines e o Kodak Center. Aqui tudo respira cinema, alias Los Angeles gira em torno do mundo do cinema e da midia. ‘E como se fosse um cluster onde todas as empresas e profissionais atendem de alguma forma ao showbusiness (ou querem atender). O que mais me chamou atencao aqui foi a quantidade de freaks, gente diferente. Parece que estamos dentro de um sonho, as vezes pesadelo. Em um minuto passam por voce a mulher gato, o coringa, um senhor de cabelo desgrenhado discutindo consigo mesmo, skatistas, japoneses com suas cameras infaliveis e um monte, mas uma peeeeeeenca de garotas de 15-20 anos, estampando um ar super sexy, microsaia, salto 15, de bracinhos dados e perninhas mais finas que o seus bracinhos, fazendo um catwalk meio a la Gisele Bundchen. O objetivo aqui ‘e ser descoberto a qualquer momento, entao investe no modelito e se joga!

Entretanto em termo de freaks Venice Beach ganha disparado. O ar aqui ‘e menos fashion do que Hollywood, mas no quesito sonho esta praia nao fica pra tras. O som de fundo ‘e hippie, ou seria um mantra hare chrishna. Well, algo com tambores. O cheiro ‘e de incenso, ou entao salvia queimada, que eles amam por aqui, dizem que d’a onda e tudo. As gaivotas voam aos montes, sao como os nossos pombos. O visual eh composto por skatistas, malhadores, rappers, ripongas, artistas expressionistas e muitos turistas. Um destes artistas caminhava com uma placa em que estava escrito Fuck You em letras garrafais. Eu tambem mandei ele se fuder e ele riu. Los Angeles d’a muita liberdade para voce expressar quem voce ‘e ou deseja ser, entao o sonho de que aqui eh o lugar para se encontrar atrai muita gente. Entretanto, thats all about business, e no capitalismo nao tem lugar pra todo mundo. Vencem os mais fortes, ou os mais bonitos, ou os que tem a melhor rede de contatos, enfim… O lance ‘e que nao eh facil ser looser por aqui, e talvez por isso muita gente pira mesmo, explicando a profusao de tipos que encontramos nas ruas. Para evitar problemas eh bom tambem ter cuidado nas interacoes. Eu na linha de ser simpatico com uma senhora, fui elogiar o seu visu, afinal estava toda recatada de vestidao mas fechando no oculos escuro, imenso, colocando qualquer Prada no chinelo. Mas ela discretamente me fala its not fashion, its catarata

‘E muito comum tambem alguem vir puxar papo do nada. Uma tiazinha barbuda e pintora me fez uma pergunta que causou a reflexao da tarde: Por que as pessoas fazem amizades? Voc^e encontrou grandes amigos em sua Vida? Enfim… Nessa linha " vamos refletir" tamb’em fiquei viajando num paralelismo entre as cidades do mundo e o Brasil, e encontrei algumas semelhan’cas a partir das minhas experiencias. Los Angeles me pareceu uma grande Barra: imensa, colorida e um pouco artificial. Paris estaria para Santa Tereza, com seu charme natural, ruas a serem descobertas e um clima aconchegante. Lisboa seria algo como Laranjeiras e Cosme Velho, pacata, elegante e funcional. Madri ‘e meio Lapa, Rua do Lavradio, aquele agito que nunca dorme, e muita hist’oria pra contar. Barcelona seria Copacabana, numa miscelanea de cores, cheiros e sons dos mais variados tipos. Londres estaria para Sao Paulo, aquela profusao de predios, velocidade e modernidade fria. Amsterdam eu associaria com o Jardim Botanico, com um design `a frente do seu tempo, e descobertas a cada recanto. Berlim me lembra o Centro do Rio, um encontro da historia com a modernidade. Roma me lembra a Gloria, a gente detesta no primeiro momento mas conforme vai conhecendo melhor descobre que tem muita coisa boa. E Milao me lembra o Leblon, refinado e blaz’e.

O povo de Los Angeles recebe voc^e bem, eh comum um trato educado no dia a dia, motoristas de onibus (muitas mulheres condutoras inclusive) desejam bom dia, pessoas na rua pedem licenca e desculpa por qualquer questao, os carros esperam os pedestres atravessar, neste aspecto a sociedade americana eh mais avancada. Talvez pela historia do cinema, o americano ‘e muito performatico na sua oratoria, parece que sempre ha um grito de Luz Camera e Acao. Eles falam com bastante modulacao, estendem algumas vogais e fazem caras e bocas que enfatizam sempre o conteudo. Outra coisa que me chamou a atencao aqui tecnologia:desde o sistema de pallets que agiliza o embarque das bagagens nos avioes, ate a coleta mec^anica do lixo, que dispensa aquele monte de homens carregando lixo nos caminhoes. Mas o que mais me encantou foi a diversidade de carros: voce nao ve um igual ao outro, e cada um eh mais bonito que o outro. Aqui na California a moda agora eh ter dois carros: um Sport Utilitary Vehicle (SUV), lindo mas beberrao de gasolina, e outro ecologico, afinal na terra das aparencias pega bem estar alinhado com a causa da sustentabilidade. Falando em sustentabilidade, a fama do Brasil aqui em Los Angeles ‘e de pais avancado em termos de combustivel. Alguma propaganda fez os californianos acreditarem que nossa frota eh toda de etanol… Well, coisas do business.

Num mundo de muitos Mc Donalds, outlets, higways e carros car’errimos a chance de voce se saturar depois de 2 dias de viagem eh alta. Eu busquei ver me focar mais no lado arte/conhecimento/tecnologia por tras do consumismo, e eh possivel. Mas tem horas que tudo o q vc quer aqui eh ouvir um barulho de passaro, e ver a menor quantidade de gente possivel. E isso ocorreu num lugar muito bacana chamado Getty Vila, um espaco fora do tempo e do espa’co aqui nos EUA. Ela reproduz um cenario da Roma antiga, com seus pal’acios e jardins. A est’etica romana de beleza, equil’ibrio e funcionalidade ‘e valorizada, e isso explica muito da experiencia de bem estar instantaneo que sentimos ali dentro. A casa pertenceu a um magnata do petroleo que, como sempre, se arrependeu de ter explorado tanto a sociedade e resolver devolver em forma de arte. Ok, menos mal. A casa fica no caminho para Malibu Beach, que aliaseh bem mais bonita na televisao. Nao vi Pamela Anderson, mas vi os bikinis imensos que as americanas usam. Acho que sao maiores que as microssaias que vi em Hollywood. Alias, no quesito praia, bem como no quesito noite, o Rio de Janeiro d’a um banho. Gente, Ipanema so perde pro Caribe, Mediterraneo e sudeste asi’atico mesmo. No quesito noite, as casas noturnas aqui sao bonitas, as pessoas sao interessantes, mas falta Vida, parece tudo muito plastico… mas sem alma.

Enfim, Los Angeles foi uma experiencia valida, mas so voltaria aqui a trabalho, de preferencia estrelando um blockbuster. Hoje parto para San Francisco, na esperanca de encontrar mais alma, mais Vida naquelas ruas e suas subidas e descidas. Para minha mae e amigos que mandam sempre emails, mando aquele abraco muito especial, obrigado pelo carinho. Cada experiencia me faz lembrar de alguem em especial, eh como se viajasse com cada um por alguns instantes. Bem, vou indo nessa e em breve trago mais novidades das terras americanas.

Abs, Andr’e Dametto

Sobre André Luiz Dametto

Apaixonado por aprender e criar. Às vezes professor e consultor, outras artista ou flâneur, mas livre, sempre..
Esse post foi publicado em Sei lá. Bookmark o link permanente.

4 respostas para You’re gifted… go to Hollywood

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s