Roma: todos os sentidos

                                  

Bem, com apenas dois dias em Roma cada segundo eh preciosissimo. O que posso dizer das primeiras 24 horas é que se conjugam nesta cidade um espirito de bem-aventuranca ( eles chamam de la dolce vita ) com uma cidade grande de 2,6 milhoes de habitantes, que vive agitada. Alias, some-se a este numero pelo menos uns 100 mil turistas freneticos com maquinas fotograficas, guias, e seu afa de tirar a foto mais criativa. Hoje vi uma senhora tentando subir num estatua, acho q ela queria beija-la, enfim, um momento de humor na viagem.

Resolvi conhecer a cidade de bicicleta, o que se mostrou valido, ja que aqui o transito eh caotico, as ruas estreitas e ha muitas, muitas atracoes para serem vistas. Resumindo, muitas fontes, ruinas, templos sendo redescobertos, ha muita coisa que foi demolida equivocadamente e eles estao tentando reparar o erro. Realmente um estimulo sensorial incrivel, vc se sente no seculo II facilmente, eh so fingir que nao ve os milhares de turistas freneticos do seu lado e o som infernal das scooters, aqui deve haver 1 pra cada habitante.

Bem, paladares, este eh o lugar pra sair bonito de uma dieta. Massas de todos os estilos, molhos mil, sorvetes fantasticos (eu achava q sabia o que era sorvete), vinhos muito bons e baratos, e novamente aquela sensacao de que eh possivel conciliar o saber viver com todo o agito da cidade grande. Os italianos realmente sao meio esquentados, gostam muito de falar alto, alias barulho aqui nao falta, desde 6h da manha sao os sinos acordando o povo, as 8h ja se ouvem as primeiras scooters, as 10h os turistas sairam dos hoteis freneticamente atras das atracoes, e qdo se chega ao meio_dia atinge-se quase um orgasmo sonoro. E o mais legal eh q eles ainda curtem uma pausa pro almoco, algo tipo a siesta dos espanhois. Ai voltam a trabalhar ate as 20h. Enfim, faz parte da dolce vita.

Enfim, Roma tem sido um afloramento de todos os sentidos, agora deixa eu ir ajudar a compor a horda de turistas freneticos.

Gente, mudando de assunto: passei quase 28 dias da viagem chamando guardanado de kidnaper, como assim?! Bem que eu achava engracada a cara das pessoas qdo eu pedia um guardanado. A proposito, a traducao correta de guardanapo para o ingles eh napkin. E kidnaper significa sequestrador… Enfim, momentos de mico que tornam a viagem ainda mais divertida.

Bjs e abs, em todos os sentidos, Andre

Sobre André Luiz Dametto

Apaixonado por aprender e criar. Às vezes professor e consultor, outras artista ou flâneur, mas livre, sempre..
Esse post foi publicado em Sei lá. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s