Londres, na velocidade da luz

            

Bem, dois dias em Londres e parece que se passou um ano de tanta informacao que esse lugar tem. Uma volta por Picadilly e voces vao entender o que estou falando: em 30 segundos passaram do meu lado um grupo de it girls fantasiadas de pin up, uma limousine branca imensa com varias mulheres e caras num estilo clip de rap, um apressado onibus vermelho de dois andares (aquele tradicional) com uma rave acontecendo a 100 por hora, uma manada de turistas com suas maquinas fotograficas nervosas, e todas, mas todas as marcas do mundo que voces imaginam estampadas em letreiros luminosos.

Gente, londrino sabe ganhar dinheiro. Aqui tambem to sentindo aquele lado bem… explorador. Eles tem uma nocao de gestao da demanda que ate assusta. Depois de tal hora o preco aumenta, quase tudo ‘e pago (ate o famoso mapa de ruas gratuito), o que me surpreendeu foi o preco da roupa e da comida. Mesmo fazendo a ingrata conversao pro real vc acaba comprando uns achados bem legais. Se em Paris o must buy ‘e perfume, aqui ‘e roupa. Eu sinceramente gostei mais do dress code ingles, mais moderno e pratico do que o fashion e demorado estilo frances.

Falando em modernidade, em Londres rolam muitos momentos WOW. Tudo ‘e muito grande, muito iluminado, dinamico, conectado, um passo a frente. Me chamou muita atencao a forma com que eles conseguem mesclar a arquitetura antiga (inspirada muito na arquitetura francesa e romana) com os predios mais fantasticos da arquitetura moderna. Tem predio em forma de capacete, de sapato, de caixa de fosforo, realmente eles formam arquitetos criativos por aqui.

Em relacao as pessoas, senti aquele famoso estilo competitivo que a gente ta acostumado a perceber no Rio e Sao Paulo. Senti tambem este clima em Barcelona. Em Paris eles estao mais pra blase, e Madri e Lisboa foram os mais descolados. Quando digo competitivo, falo daquele espirito tenho q estar atento sempre, nao posso demonstrar fraqueza, venham a mim… O melhor termometro das cidades que eu tenho tido ocorre nos clubs. ‘E nitida a diferenca de tratamento de uma cidade pra outra.

Bem, Londres com certeza sera uma proxima parada, creio que uma pos aqui seria fantastico. Alias, sugiro Londres pra toda pessoa que esta precisando dar uma repensada no seu modelo mental. Aqui voce e obrigado a se adaptar, ou entao vc ‘e literalmente engolido. Ah, cuidado pra nao ser atropelado tambem, aqui por garantia eu sempre olho pros dois lados. Como a direcao ‘e invertida (o volante eh no lugar do nosso carona), a gente precisa mudar a referencia. Aquele tradicional VEM PELA ESQUERDA, VAI PELA DIRETA, aqui ‘e invertido.

Resumindo, to ficando quase torto de tanta mudanca, e rapida. Linguas, temperaturas, ruas, humores, s’o quero ver o saldo final disso tudo. Estou bem otimista.

Bjs, Andre

Sobre André Luiz Dametto

Apaixonado por aprender e criar. Às vezes professor e consultor, outras artista ou flâneur, mas livre, sempre..
Esse post foi publicado em Minhas histórias, Pensamentos e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s